O agricultor Ronaldo procurou a nossa reportagem pela segunda vez para pedir ao poder público municipal que tome uma providência imediata em relação ao transporte escolar na sua comunidade, pois as crianças estão há 2 meses sem estudar.