Imagem ilustrativa



Durante a quarentena muitas famílias preocupadas com a saúde e alimentação e alguns que dependem de salários da prefeitura já fazem dívidas e com a "corda no pescoço", para garantir o pão na mesa. 


Cooperados de Barra-BA (terceirizados da prefeitura), alguns irão ficar sem receber o salário completo por conta pandemia do coronavírus COVID19, porém os mesmo não tem culpa, pela necessidade de isolamento social decretado pela prefeitura (fechamento de escolas etc.). Segundo relatos de alguns servidores da CTES (Cooperativa de Trabalho Especializado em Serviço), só irão receber os seus respectivos salários dia 10 de abril, apenas os 18 dias de trabalho. Alguns servidores recebem já com desconto, cerca de R$860,00 ou seja, quase 20% de desconto.

A nossa reportagem ouviu vários funcionários, ambos que não tem acesso à nenhum tipo de proteção contra o coronavírus, nem álcool em gel e nem máscara e estão todos preocupados. 

Como a Prefeitura de Barra tem procedido aos seus servidores de serviços de temporários durante a pandemia? Como ficam esses pais de família que recebem menos de um salário? Em virtude disso, desde a semana passada que as dúvidas sobre o tema tem aumentado e recebemos no nosso departamento de Jornalismo centenas de mensagens de familiares e funcionários preocupados com o fato. Iremos proceder aos esclarecimentos, diante de informações dos responsareis. O Espaço está aberto para os devidos esclarecimentos.