Brasil deve deixar o ranking das dez maiores economias do mundo em 2020, estima estudo
Foto: Reprodução

A crise provocada pela pandemia do novo coronavírus deve refletir no posicionamento do Brasil no ranking das 10 maiores economias do mundo. O país deve perder o posto e ser ultrapassado por países como Canadá, Coreia do Sul e Rússia. 

 

Os dados são de um levantamento dos pesquisadores do Instituto Brasileiro de Economia, da Fundação Getulio Vargas (Ibre/FGV) Marcel Balassiano e Claudio Considera, a partir de projeções feitas em outubro pelo Fundo Monetário Internacional (FMI), segundo antecipou o jornal Valor Econômico.

 

Conforme as projeções feitas em outubro pelo FMI, com a crise da covid-19 e seus impactos na economia mundial, o Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil passaria de US$ 1,8 trilhão no ano passado para US$ 1,4 trilhão até o fim deste ano, fato que levaria a economia brasileira a ser ultrapassada por canadenses, sul-coreanos e russos. 

 

No Brasil, os efeitos da covid-19 se somam ao desempenho do real, que foi uma das moedas que mais se desvalorizaram este ano. Do começo do ano até o fim do mês passado, o câmbio se desvalorizou 40% em relação ao patamar em que o dólar estava no fim de 2019.  

 

Os economistas ressaltam que, considerando a métrica do dólar, a economia brasileira passaria da nona maior do mundo ano passado para a 12.ª maior este ano. 

 

O FMI projeta queda de 5,8% no PIB brasileiro este ano, retração que poderia ser maior se medidas de estímulo, como o auxílio emergencial dado aos brasileiros mais vulneráveis, não tivessem sido adotadas.